Español                                   English                                   Français

 COMO CELEBRAR A COMEMORAÇÃO DA MORTE DE JESUS CRISTO (PRESENTAÇÃO COM FOTOS)

PREGUEMOS AS BOAS NOVAS E FAÇAMOS NOVOS DISCÍPULOS

“E estas boas novas do Reino serão pregadas em toda a terra habitada, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim” (Mateus 24:14).

“Portanto, vão e façam discípulos de pessoas de todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do espírito santo, 20 ensinando-as a obedecer a todas as coisas que lhes ordenei. E saibam que eu estou com vocês todos os dias, até o final do sistema de coisas” (Mateus 28:19,20).

O texto mostra que temos que compartilhar com os outros o que sabemos de Deus através da pregação. O segundo texto (Mateus), mostra que devemos procurar salvar o máximo de pessoas através do batismo, e então nós temos que ensiná-los sobre os mandamentos de Cristo, para completar a formação do discípulo.

Um ponto importante: como prestar conta do nosso Ministério a Cristo? O contexto de Mateus 25: 14-30, da ilustração dos talentos, mostra que o Rei Jesus Cristo, vai basear-se sobre os resultados obtidos, ou não.

O bom resultado: os talentos frutificados, pregando e ensinando as Bos Novas, dentro das possibilidades (Mateus 25: 19-23; Marcos 14: 8 "Ela fez o que pôde" Lucas 21: 1-4 "mas ela, da sua carência, pôs tudo o que tinha para viver"). O mau resultado: o talento enterrado, esconder o que sabemos das Boas Novas, sem dar gloria à Deus e sem salvar a vida das pessoas (Mateus 25: 24-30).

Em Mateus 25: 14-30, nos ensina dois pontos importantes. Primeiro, é apenas à Cristo (e não aos humanos) que prestaremos contas do Ministério público. Segundo ponto é que Cristo nos pedirá contas do resultado do nosso trabalho e não do tempo que passamos a fazê-lo (no caso da pessoa que enterrou o talento, passou “tempo” em fazer-lo, mas não foi bom). Assim, o discípulo de Cristo não está sob a obrigação de fazer ao homem um “relatório” (sistemático).  Ele vai fazer seu "relatório" pouco antes da grande tribulação (Mateus 25: 31-46).

CARTA PARA AS CINCO VIRGENS DISCRETAS

A ADORAÇÃO A JEOVÁ EM CONGREGAÇÃO

MENU PRINCIPAL