Español                                   English                                   Français

BÍBLIA ONLINE

BÍBLIA ONLINE (Traduções comparativas)

BÍBLIA ONLINE (Em vários idiomas)

uma grande multidão que sai da grande tribulação

"Depois disso eu vi uma grande multidão, que nenhum homem era capaz de contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas (...) Esses são os que saem da grande tribulação; eles lavaram suas vestes compridas e as embranqueceram no sangue do Cordeiro"

(Apocalipse 7:9,14)

No livro de Apocalipse está escrito a descrição dos que “saem da Grande Tribulação”, dos que sobreviverão:

“Depois destas coisas eu vi, e, eis uma grande multidão, que nenhum homem podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, trajados de compridas vestes brancas; e havia palmas nas suas mãos. E gritavam com voz alta, dizendo: “[Devemos] a salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro.”

E todos os anjos estavam em pé ao redor do trono e dos anciãos, e das quatro criaturas viventes, e prostraram-se sobre os seus rostos diante do trono e adoraram a Deus, dizendo: “Amém! A bênção, e a glória, e a sabedoria, e o agradecimento, e a honra, e o poder, e a força [sejam] ao nosso Deus para todo o sempre. Amém.”

E, em resposta, um dos anciãos me disse: “Quem são estes que trajam compridas vestes brancas e donde vieram?” Eu lhe disse assim imediatamente: “Meu senhor, és tu quem sabes.” E ele me disse: “Estes são os que saem da grande tribulação, e lavaram as suas vestes compridas e as embranqueceram no sangue do Cordeiro. É por isso que estão diante do trono de Deus; e prestam-lhe serviço sagrado, dia e noite, no seu templo; e O que está sentado no trono estenderá sobre eles a sua tenda. Não terão mais fome, nem terão mais sede, nem se abaterá sobre eles o sol, nem calor abrasador, porque o Cordeiro, que está no meio do trono, os pastoreará e os guiará a fontes de águas da vida. E Deus enxugará toda lágrima dos olhos deles.” (Apocalipse 7:9-17).

A informação muito animadora, é que o número da multidão que sai da Grande Tribulação, de todas as nações e tribos, é GRANDE e será tão importante, que não se poderá contar. Um terço da humanidade de hoje sobreviverá à grande tribulação: "E, em toda esta terra”, diz Jeová, “Dois terços serão eliminados, morrerão; E um terço restará" (Zacarias 13:8).

Para sobreviver à Grande Tribulação, temos de fazer a vontade de Jeová Deus, escrita na Bíblia, e ter fê no valor expiatório do sangue do sacrifício de Cristo, para a perdão divino dos nossos pecados. O resultado concreto desta fê será o valor efetivo do Resgate: A vida (no paraíso terrestre) com um novo corpo humano, libertado da lei do pecado (herdada de Adão) (Romanos 5:12; 6,23). O sacrifício de Cristo (com o valor Resgate efetivo) permitirá a cura das doenças e a desaparição da velhice (Mateus 20:28).

Um requisito importante para sobreviver a Grande Tribulação

O Apóstolo Pedro e Paulo tem resumido o que temos de fazer para ser salvos e sobreviver a Grande Tribulação :

““Arrependei-vos, portanto, e dai meia-volta, a fim de que os vossos pecados sejam apagados, para que venham épocas de refrigério da parte da pessoa de Jeová” (Atos 3:19).

“E todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo.”’ (...) Pedro disse a eles: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado no nome de Jesus Cristo, para o perdão de vossos pecados, e recebereis a dádiva gratuita do espírito santo. Porque a promessa é para vós e para os vossos filhos, e para todos os que estão longe, tantos quantos Jeová, nosso Deus, chamar a si.” E dava cabalmente testemunho e os exortava com muitas outras palavras, dizendo: “Sede salvos desta geração pervertida.” Portanto, os que abraçaram de coração a sua palavra foram batizados, e naquele dia acrescentaram-se cerca de três mil almas” (Atos 2:21,38-41).

“Ele pediu assim luzes e pulou para dentro, e, tomado de tremor, prostrou-se diante de Paulo e Silas. E ele os trouxe para fora e disse: “Senhores, o que tenho de fazer para ser salvo?” Disseram: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua família.” E falaram a palavra de Jeová a ele e a todos os na sua casa. E ele os levou consigo naquela hora da noite e banhou os seus vergões; e todos juntos, ele e os seus, foram batizados sem demora” (Atos 16:29-33).

“De todas as nações, tribos, povos e línguas”

(Apocalipse 7:9)

Essas três expressões (nações, tribos, povos), além das diferentes línguas, indicam claramente que Jeová Deus, por meio de seu Reino, unificará os diferentes povos, levando em consideração suas diferenças culturais (nações), tribais (tribos) e raciais (povos). Podemos esperar que haja uma unidade lingüística com o objetivo seja unificar as diversidades, especialmente por meio da adoração a Jeová Deus: "Naquele tempo, mudarei a língua dos povos para uma língua pura, Para que todos eles possam invocar o nome de Jeová, A fim de servi-lo ombro a ombro" (Sofonias 3:9). Haverá nações, sem nacionalismo ou patriotismo, tribos, sem tribalismo e diferenças raciais, sem racismo (O fim do patriotismo). Haverá uma bela unidade em uma profusão de diversidades, desejadas e criadas por Deus (Atos 17:26).

Jesus Cristo chamou as "12 tribos de Israel", como a futura humanidade no futuro paraíso terrestre: "Jesús les dijo: “Jesus lhes disse: “Eu lhes garanto: Na recriação, quando o Filho do Homem se sentar no seu trono glorioso, vocês que me seguiram se sentarão em 12 tronos e julgarão as 12 tribos de Israel" (Mateus 19:28). Além disso, na profecia dos capítulos 40-48 de Ezequiel, há uma descrição simbólica da administração terrestre do Reino de Deus, no contexto das 12 tribos de Israel. Essa expressão de "12 tribos de Israel" é profética, por cerca de quinze séculos, a nação de Israel foi a representação profética e teocrática do que Jeová Deus fará em toda a terra por meio de seu Reino, para estabelecer o paraíso em toda a terra: "Pois, visto que a Lei tem uma sombra das coisas boas que viriam, mas não a própria realidade" (Hebreus 10:1).

Mesmo antes da fundação da nação de Israel, Jeová Deus fez a promessa a Abraão, de que por sua descendência seriam abençoadas todas as nações: "E todas as nações da terra obterão para si uma bênção por meio do seu descendente, porque você escutou a minha voz" (Gênesis 22:18). E como o apóstolo Paulo escreveu, sob inspiração, através deste pacto abraâmico, Abraão tornou-se espiritualmente circuncidado, por sua fé, enquanto ainda estava incircunciso em sua carne: "E ele recebeu um sinal, isto é, a circuncisão, como selo da justiça resultante da fé que tinha enquanto era incircunciso, para que ele fosse o pai de todos os que têm fé enquanto são incircuncisos, a fim de que se creditasse justiça a eles; e para que ele fosse pai de descendência circuncisa, não só dos que praticam a circuncisão, mas também dos que andam nas pisadas da fé que nosso pai Abraão tinha enquanto era incircunciso" (Romanos 4:11,12). Isso significa que, no futuro, todas as nações, tribos e povos, incircuncisos em sua carne, poderão ser circuncidados espiritualmente em seus corações, por sua fé em Cristo, como parte do pacto abraâmico, como membros do "Israel de Deus", a congregação cristã ou a igreja cristã. Além disso, a circuncisão espiritual do coração estaria no contexto do Novo Pacto, escrito por Deus "em seu coração", de acordo com a profecia de Jeremias (31:31-33). Foi Jesus Cristo quem validou este Novo Pacto com seu próprio sangue (Lucas 22:19,20, Hebreus 12:24).

E, como o apóstolo Paulo apontou, o que era na carne, o pacto da circuncisão como Judeu, se tornaria espiritual como uma identidade do Judeu espiritual, parte da nova nação espiritual da "Israel de Deus", a congregação cristã ou a igreja cristã, por meio de Jesus Cristo: "De fato, a circuncisão só tem valor se você guarda a Lei; mas, se você é transgressor da Lei, a sua circuncisão se tornou incircuncisão. Portanto, se um incircunciso guardar as justas exigências da Lei, não será a incircuncisão dele considerada como circuncisão? E aquele que é fisicamente incircunciso, ao cumprir a Lei, julgará a você, que é transgressor da Lei apesar de ter o código escrito e a circuncisão. Porque não é judeu quem o é por fora, nem é a circuncisão algo feito por fora, na carne. Mas judeu é quem o é no íntimo, e a sua circuncisão é a do coração, por espírito, e não por um código escrito. O louvor dessa pessoa vem de Deus, não de homens" (Romanos 2:25-29).

Assim, as futuras 12 tribos terrestres de Israel representam o Israel espiritual de Deus no futuro paraíso terrestre: "Que haja paz e misericórdia sobre todos os que vivem de acordo com essa regra, sim, sobre o Israel de Deus" (Mateus 19:28, Lucas 22:30, Gálatas 6:16).

E o Reino de Deus levará em conta essa diversidade cultural e racial de todas as "nações, tribos, povos e idiomas", unidos (em muitas diversidades), por uma adoração única a Jeová Deus, por meio de Jesus Cristo , seu Filho: "Digno és, Jeová, nosso Deus, de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade elas vieram à existência e foram criadas" ( Apocalipse 4:11, Sofonias 3: 9, A "língua pura" que unificará os povos na mesma adoração).

PREPARAR-SE

A LIBERTAÇÃO RESGATE

RESSURREÇĀO NOS CEUS

 RESSURREÇĀO TERRESTRE

MENU PRINCIPAL