BÍBLIA ONLINE

BÍBLIA ONLINE (Traduções comparativas)

BÍBLIA ONLINE (Em vários idiomas)

A acolhida dos ressuscitados terrestres

“Multidões de criaturas viventes poderão viver por onde quer que as águas passarem. Haverá uma grande quantidade de peixes, pois essa água correrá para lá. A água do mar será curada, e tudo viverá por onde quer que a corrente de água passar”

(Ezequiel 47:9)

O Mar Morto (antes da vinda do rio que dá vida) representa a humanidade que morreu como resultado do pecado de Adão (Romanos 5:12)

A Bíblia não diz diretamente onde as ressurreições terrestres ocorrerão. No entanto, ao examinar a profecia de Ezequiel 40-48, entendemos que essas ressurreições não serão feitas de maneira desordenada. Jeová, com seu Filho Jesus Cristo, é um Deus de ordem (1 Coríntios 14:33). Parece que a profecia de Ezequiel 40-48 enigmaticamente nos informa de onde as ressurreições ocorrerão.

Portanto, é necessário examinar Ezequiel capítulo 47, especialmente os versículos 9 e 10. Este capítulo enigmaticamente descreve como uma torrente revigorante vai para o Mar Morto e consegue reanimá-lo, pelos peixes que o repovoam. Através desta água viva que vem do templo visto por Ezequiel, este "Mar Morto" é "ressuscitado". Ao lermos o texto, lembremo-nos de que o Mar Morto (antes da vinda do rio que dá vida) representa a humanidade que morreu como resultado do pecado de Adão (Romanos 5:12): “Multidões de criaturas viventes poderão viver por onde quer que as águas passarem. Haverá uma grande quantidade de peixes, pois essa água correrá para lá. A água do mar será curada, e tudo viverá por onde quer que a corrente de água passar” (Ezequiel 47:9).

Os primeiros cinco versículos do capítulo 47 descrevem enigmaticamente o aumento exponencial das bênçãos de Deus sobre à terra durante o milênio: “Ele me levou então de volta à entrada do templo, e eu vi ali água saindo de debaixo do limiar do templo, indo para o leste, pois a frente do templo dava para o leste. A água saía de debaixo do lado direito do templo e passava ao sul do altar.

Então ele me levou para fora pelo portão norte e me fez dar a volta por fora até o portão externo que dava para o leste, e eu vi a água escorrendo desde o lado direito.

Quando o homem saiu para o leste com a corda de medir na mão, mediu 1.000 côvados e me fez atravessar a água; a água batia nos tornozelos.

Então ele mediu mais 1.000 côvados e me fez atravessar a água, e ela batia nos joelhos.

Mediu outros 1.000 côvados e me fez atravessar, e a água batia na cintura.

Quando mediu mais 1.000 côvados, era uma torrente que eu não conseguia atravessar andando, pois a água estava tão funda que era necessário nadar; era uma torrente impossível de atravessar a pé” (Ezequiel 47:1-5).

Os versículos 6-8 descrevem o poder vivificante dessa água de origem divina: “Então ele me fez andar de volta até a margem da corrente de água. Quando voltei, vi que nas duas margens da corrente de água havia muitíssimas árvores. Então ele me disse: “Essa água corre em direção à região oriental, desce pelo Arabá e desemboca no mar. Quando entrar no mar, a água dele será curada” (Ezequiel 47:6-8).

"Tudo viverá por onde quer que a corrente de água passar"

É claro que essa passagem bíblica é muito semelhante à do Apocalipse: “E ele me mostrou um rio de água da vida, límpido como cristal, que saía do trono de Deus e do Cordeiro e fluía pelo meio da rua principal da cidade. Dos dois lados do rio havia árvores da vida, que produziam 12 safras de frutos e davam seus frutos todo mês. As folhas das árvores eram para a cura das nações” (Apocalipse 22:1,2).

A água milagrosa vem do Santuário do Templo visto por Ezequiel, depois desce para o sul até o simbólico Mar Morto (a humanidade morta) (Romanos 5:12, Ezequiel 39). Esta água milagrosa representa, a Palavra de Deus e o que decorre dela, isto é, o conjunto das bençãos de Jeová para ressuscitar a humanidade morta por causa de Adão, representada simbolicamente por este Mar Morto (Efésios 5: 26 ; Romanos 5:12). A principal bênção desta água é a ressurreição terrestre dos mortos (João 5: 28,29; Atos 24:15). A vida que está borbulhando progressivamente neste mar que "ressuscita" é representada pela abundância de peixes. Esses "peixes" simbólicos representam logicamente os ressuscitados terrestres.

Em Ezequiel 47, lemos que há pescadores que pescam para esses peixes, ao longo do rio e nas bordas do Mar Morto:

“Os pescadores ficarão na sua margem desde En-Gedi até En-Eglaim, onde haverá um lugar para secar redes de arrasto. Haverá uma grande quantidade de peixes, de muitos tipos, como os peixes do Grande Mar” (Ezequiel 47:10).

A ilustração de Jesus Cristo da "rede de arrasto" ou da rede de pescadores é a melhor ilustração que mostra que essa "pesca" da profecia de Ezequiel não é nem mais nem menos que a ilustração duma administração da acolhida dos ressuscitados terrestres (compare Ezequiel 47:9,10 com Mateus 13:47-50). Sabemos que Jesus Cristo comparou os humanos que são pregados ou ensinados a "peixes" humanos: "Ele lhes disse: “Sigam-me, e eu farei de vocês pescadores de homens"" (Mateus 4:19).

Muitas vezes Jesus comparou a pregação e os ensinamentos que a acompanham ao trabalho de pescar (Mateus 24:14, 28: 19,20, Lucas 5:10). Não há dúvida de que os "peixes" representam os ressuscitados terrestres, os pescadores são os humanos que os recebem (organizados como "redes de arrasto"), para se ocupar deles especialmente com o objetivo de ensinar-lhes as novas disposições divinas, escritas nos novos rolos (Ezequiel 40: 46:44:10, Apocalipse 20:12). O grupo de humanos, pescadores de peixes organizados em rede ou rede de pesca, representa a administração geral da recepção dos risos terrestres, composta dos príncipes, os filhos de Zadoque (sacerdotes), os levitas (o resto a grande multidão) e os justos ressuscitados.

O “lugar para secar redes de arrasto” deve representar o lugar central onde as "redes" humanas estão organizadas para receber os ressuscitados terrestres: as réplicas deste templo visto por Ezequiel, como centro administrativo da acolhida dos ressuscitados terrestres, distribuídos em toda à terra.

Que a água viva vem diretamente do templo, a fonte dessa mesma água viva, sugere que os ressuscitados virão do mesmo Templo? Sim. A mensagem desta profecia é muito clara e encorajadora: o templo visto por Ezequiel (e seus réplicas através da terra) será o lugar de onde os ressuscitados terrestres serão acolhidos e então enviados para seu lugar que lhe cabe onde será sua família correspondente (Ezequiel 47: 21-23, Daniel 12:13).

A VISÃO DO TEMPLO DE EZEQUIEL A ADMINISTRAÇÃO MUNDIAL DO REINO DE DEUS: PARTE 1

A VISÃO DO TEMPLO DE EZEQUIEL A ADMINISTRAÇÃO MUNDIAL DO REINO DE DEUS: PARTE 2

A ADMINISTRAÇÃO MUNDIAL DO REINO DE DEUS PARTE 3: A MEDIÇÃO DO TEMPLO: OS MORTOS RESSUSCITADOS JUSTOS NA TERRA NÃO SERÃO JULGADOS

A VISÃO DO TEMPLO DE EZEQUIEL PARTE 4: O JULGAMENTO

A VISÃO DO TEMPLO DE EZEQUIEL PARTE 5: A ressurreição celestial

A VISÃO DO TEMPLO DE EZEQUIEL PARTE 6: A ressurreição terrestre

MENU PRINCIPAL