Español                                   English                                   Français

 BÍBLIA ONLINE

BÍBLIA ONLINE (Traduções comparativas)

BÍBLIA ONLINE (Em vários idiomas)

COMO CELEBRAR A COMEMORAÇÃO DA MORTE DE JESUS CRISTO (PRESENTAÇÃO COM FOTOS)

O SACRIFÍCIO DE CRISTO QUE SALVA A HUMANIDADE OBEDIENTE

O sacrifício de Cristo tem um valor de expiação (com o seu sangue) e o valor de resgate (com o seu corpo). É importante fazer a diferença entre os dois valores (expiação e resgate), porque o sentido profético e enigmático dos sacrifícios fazem essa distinção (Hebreus 10: 1). Vamos estudar o que é a expiação que remove o pecado, que permite o perdão de Deus e que leva à vida. Veremos que há uma expiação que remove o pecado pela destruição e que leva a morte do pecador. Esta compreensão nos ajudará a entender o por que a grande tribulação está ligada com a expiação que remove o pecado da humanidade. Haverá uma expiação que conduz à vida (sobre o valor de expiação do sangue de Cristo) e uma propiciação que levará à morte (no valor da expiação do sangue do pecador) ou destruição. Finalmente, serão estudados os sacrifícios da Lei que significam o resgate que permite seguir vivendo.

A expiação que conduz à vida e expiação que leva à destruição

A palavra hebreia e bíblica traduzida para português, expiação, corresponde a “kippur” (transcrição das letras hebreias) (H3725 Strong’s Concordance), cuyo significado es “tapar”, que vem da palavra “kaphar” (H3722 Strong’s Concordance). A palavra hebreia para “perdão”, é “calach” (H5545 Strong’s Concordance). O fato que as duas palavras, “expiação” e “perdão”, estão ligadas, não impede que sejam fundamentalmente diferentes.

Expiação não é perdão

O grande erro é pensar que a expiação é sinônimo de perdão. Especificamente, a expiação é a necessidade absoluta (impessoal) de santidade, em fazer desaparecer o pecado. De fato  a expiação é uma destruição que leva à morte do pecador (Romanos 6:23). Essa expiação em forma de destruição, "cobre" ou "tapa" o pecado. Enquanto o perdão divino, é para manter vivo o humano pecador (descendente de Adão), respeitando a necessidade absoluta de expiação, sobre a base do sacrifício de Cristo (valor expiatório (sangue)) (Hebreus 9:22).

É por esta razão que nossos pecados são perdoados com base no valor expiatório do sangue de Cristo derramado (uma vez para sempre, no 14 de Nisã, 33 E.C. (não no valor de resgate (ou troca) do sacrifício (do corpo) de Cristo).

Por exemplo, para os judeus da religião judaica, o dia da expiação, no dia 10 de TISHRI, que é chamado em Hebraico "YOM KIPPUR" (YOM = dia) + (KIPPUR = expiação) é também chamado do grande perdão. O que É VERDADE, e o que É FALSO.

É VERDADE : Haverá um Grande Perdão

O bode para Azazel, é o símbolo deste grande perdão de Deus: a pesar de ser portador dos pecados da nação (Israel), o bode ficava vivo, mas longe da vista de Deus, para não lembrar-se dos seus pecados (Salmos 103:12): " Mas o bode designado por sorte para Azazel deve ser trazido vivo perante Jeová para se fazer expiação sobre ele, a fim de que possa ser enviado ao deserto, para Azazel.(...) Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo e confessará sobre ele todos os erros dos israelitas, todas as transgressões e todos os pecados deles; ele os porá sobre a cabeça do bode e o enviará ao deserto pela mão de um homem designado para isso. 22 O bode levará sobre si todos os erros deles a uma região desabitada. Ele enviará o bode ao deserto"(Levítico 16:10, 21, 22).

Falando da grande tribulação, é verdade que o 10 de TISRI, haverá o grande perdão de Deus. Uma parte da humanidade vai sobreviver a este momento dramático. No entanto, este grande perdão de Deus será com base numa expiação (feita no dia 14 de nisã de 33 EC (uma vez por sempre)): o valor EXPIATÓRIO do sangue de Cristo: “Depois disso eu vi uma grande multidão, que nenhum homem era capaz de contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de compridas vestes brancas, e havia folhas de palmeiras nas suas mãos. 10 Clamavam em alta voz: “Devemos a salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro.” (...) Em vista disso, um dos anciãos me disse: “Quem são esses que vestem compridas vestes brancas, e de onde vieram?” 14 Assim, eu lhe disse imediatamente: “Meu senhor, é o senhor quem sabe.” Ele me disse: “Esses são os que saem da grande tribulação; eles lavaram suas vestes compridas e as embranqueceram no sangue do Cordeiro” (Apocalipse 7:9,10,13,14).

É FALSO : Não haverá Perdão

O bode sacrificado, que morre é o símbolo da expiação com destruição (que tapa o pecado) sem perdão, particularmente durante a grande tribulação (Apocalipse (Revelação) 14:18-20 ; 19:11-21). A expiação sem o perdão de Deus é nem mais nem menos do que a destruição do pecador (sem misericórdia), cuja sangue fica na sua cabeça: “Davi lhe disse: “Que o seu sangue recaia sobre a sua cabeça, porque a sua própria boca o condenou, quando disse: ‘Eu matei o ungido de Jeová.’” (2 Samuel 1:16; Josué 2:19; 1Reis 2:32,33,37; Ezequiel 33:4; Atos 16:6). A expressão bíblica, “culpa de sangue”, significa que o pecador não terá o perdão de Deus, por conseguinte, o seu sangue fica na sua cabeça, fazendo uma expiação de destruição sem misericórdia, na sua morte (destruição).

* “Quando estiverem dizendo: “Paz e segurança!”, então virá instantaneamente sobre eles a repentina destruição, assim como as dores de parto vêm sobre a mulher grávida, e eles de modo algum escaparão” (1 Tessalonicenses 5:3). É verdade que no 10 de Tisri, alguns dirão “Paz e segurança!”, pensando no Perdão de Deus, sem ter fê no valor expiatório do sangue de Cristo, mas o resultado será a destruição na grande tribulação.

O Resgate que permite a Cura das Nações, o Rejuvenecimento y a Resurrecção

É o mesmo, entre o significado da palavra “resgate”, “expiação” e “perdão”: se confundem porque são valores muito ligados entre eles e complementários. Para resumir a complementaridade das três expressões: O perdão é o resultado da expiação a favor do perdoado (sobre a base do sangue do Cristo (Hebreus 9:22)). O Resgate (que é o fato que o pecador segue vivendo) é o resultado do Perdão, porque sem perdão não há Resgate. Por conseguinte, o Resgate é o resultado da Expiação preliminar. Antes dum milagre, Jesus Cristo fez a ligação entre a necessidade do perdão (de Deus) antes da possibilidade de cura (que envolve o resgate) (Ler Isaías 33:24 e Mateus 9:5).

“Então ouvi uma voz alta do trono dizer: “Veja! A tenda de Deus está com a humanidade; ele residirá com eles, e eles serão o seu povo. O próprio Deus estará com eles. 4 Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais tristeza, nem choro, nem dor. As coisas anteriores já passaram.” (Apocalipse 21:3,4; Isaías 35:5,6; João 5:28,29; Atos 24:15).

O BATISMO QUE SALVA

MENU PRINCIPAL